segunda-feira, 17 de julho de 2017

POLÍTICA - Novo lema do PT será ‘eleição sem Lula é uma fraude’, diz jornal

Após condenação, Lula concede entrevista coletiva (Foto: Ricardo Stuckert)

Após a condenação de Lula a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá, o jornal Globo afirmou que a estratégia do ex-presidente será tentar antecipar sua campanha eleitoral sob o lema de que “uma eleição sem Lula é fraude”.

Antes da coletiva de imprensa de Lula na sede nacional do PT, a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffman, disse a frase em questão. “Não aceitaremos um processo eleitoral em que a maior liderança desse país seja impedida de participar. Uma eleição sem Lula é uma fraude”, afirmou Hoffman.

Segundo a Lei da Ficha Limpa, aqueles que forem condenados em segunda instância não podem se candidatar. Lula deve recorrer contra a decisão do juiz federal Sérgio Moro no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Caso, o tribunal mantenha a decisão de Moro, Lula ainda pode suspender os efeitos da condenação, ou seja, sua suposta e teórica inelegibilidade, com um recurso provisório em tribunais superiores como o Superior Tribunal de Justiça ou o Supremo Tribunal Federal.

Ao dizer na coletiva de imprensa, “a partir de agora vou reivindicar do PT o direito de me colocar como postulante a presidente do Brasil”, Lula deixou claro que está disposto a entrar em campanha mesmo sob júdice, ou seja, aguardando determinação da Justiça.

O jornal terminou afirmando que o desafio de Lula será conter a ansiedade dos petistas. O líder do PT no Senado, Lindbergh Farias, por exemplo, defendeu, um dia após a condenação de Lula, um boicote à eleição de 2018 caso o ex-presidente fosse impedido de se candidatar. O próprio senador disse que não há consenso sobre o assunto na agremiação.O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário